DESCUBRA OS SINAIS DE LEUCEMIA EM CRIANÇAS E FIQUE ATENTO


Muitos Sinais de Leucemia em Crianças também são sintomas de doenças infantis comuns e menos graves.

 

A leucemia pode ser crônica, com os sintomas se desenvolvendo lentamente, mas pode ser aguda, e os sintomas aparecerem muito rapidamente.

 

A leucemia infantil não afeta somente as crianças, uma vez que afeta também os adolescentes.

 

É o tipo mais comum de doença oncológica em jovens com menos de 15 anos, segundo a Agência Internacional de Pesquisa sobre doenças oncológicas. Cerca de 300 mil são afetadas a cada ano.

 

A leucemia afeta as células do sangue. Isso faz com que os glóbulos brancos se desenvolvam na medula óssea de uma pessoa.

 

Estes, então, viajam pela corrente sanguínea e suprimem a produção de células saudáveis.

 

Esse diagnóstico pode ser assustador, mas as taxas de sobrevivência continuam melhorando. Para isso, os Sinais de Leucemia em Crianças devem ser notados e o tratamento iniciado o quanto antes.

 

Os Sinais de Leucemia em Crianças Mais Comuns

Se uma criança apresentar algum dos seguintes sintomas, e um dos pais ou cuidador suspeitar de leucemia, é essencial entrar em contato com um médico, pois isso pode ser crucial no diagnóstico final.

Ingredientes

Anemia

Um médico deve avaliar uma criança se ela tiver sintomas de anemia, sendo este um dos principais Sinais de Leucemia em Crianças.

 

A anemia ocorre quando o corpo tem uma escassez de glóbulos vermelhos. Os glóbulos vermelhos são responsáveis ​​por transportar oxigênio pelo corpo.

 

Se uma pessoa não está produzindo a quantidade suficiente desses glóbulos, pode acabar experimentando:

 

Fadiga;

Fraqueza;

Tontura;

Falta de ar;

Dores de cabeça;

Pele pálida;

Sensação excepcional de frio.

Infecções Frequentes

As crianças com leucemia têm uma alta contagem de células brancas do sangue, mas a maioria dessas células não está funcionando corretamente. Isso ocorre porque as células anormais estão substituindo os glóbulos brancos saudáveis.

 

Os glóbulos brancos ajudam a proteger o corpo e a combater infecções. Infecções recorrentes e persistentes podem indicar que uma criança não tem glóbulos brancos saudáveis ​​suficientes.

 

Contusão e Sangramento

Se machucar facilmente, sofrer hemorragias nasais graves ou sangramentos das gengivas, isso pode ser um dos Sinais de Leucemia em Crianças.

 

Uma criança com este tipo de doença terá uma falta de plaquetas que ajudam a prevenir o sangramento.

 

Dor Óssea ou Articular

Se uma criança parece estar com dor e reclama que seus ossos ou articulações estão doloridos, é um indicativo de doença oncológica.

 

Quando a leucemia se desenvolve, as células anormais podem se acumular dentro das articulações ou perto da superfície dos ossos.

 

Inchaço

Braços inchados ou gânglios linfáticos devem ser notados rapidamente, pois podem ser indícios da doença. Em crianças, o inchaço pode afetar várias partes do corpo, incluindo:

 

Modo de Preparo

O abdômen, quando as células anormais se acumulam no fígado e no baço;

O rosto e os braços, quando a pressão em uma veia chamada de veia cava superior faz com que o sangue se acumule na área;

Os gânglios linfáticos, quando uma pessoa nota pequenas protuberâncias que se formam nas laterais do pescoço, nas axilas, ou na clavícula;

É importante notar que uma criança com linfonodos inchados e sem sintomas adicionais é mais propensa a ter uma infecção do que a leucemia.

 

Além disso, tumores de outros tipos de doença oncológica são mais propensos a pressionar a veia cava superior e levar ao inchaço facial.

 

O inchaço será pior quando a criança acordar, mas melhorará durante o dia.

 

Isso é chamado de síndrome da veia cava superior e raramente ocorre em casos de leucemia. No entanto, pode ser fatal e requer cuidados de emergência.

 

Falta de Apetite, Dor de Estômago e Perda de Peso

 

Se as células leucêmicas causaram inchaço no fígado, nos rins ou no baço, esses órgãos podem pressionar o estômago.

 

O resultado pode ser uma sensação de plenitude ou desconforto, falta de apetite e subsequente perda de peso.

 

Tosse ou Dificuldades Respiratórias

 

A leucemia pode afetar partes do corpo dentro e ao redor do tórax, como alguns linfonodos ou o timo, uma glândula localizada entre os pulmões.

 

Se essas partes do corpo incharem, elas podem pressionar a traqueia e dificultar a respiração.

 

Dificuldades respiratórias também podem ocorrer se as células leucêmicas se acumulam nos pequenos vasos sanguíneos do pulmão.

 

Se uma criança estiver com dificuldade para respirar, procure atendimento de emergência.

 

Dores de Cabeça, Vômitos e Convulsões

 

Se a leucemia está afetando o cérebro ou a medula espinhal, uma criança pode sentir:

 

Dores de cabeça;

Fraqueza;

Convulsões;

Vômito;

Dificuldade de concentração;

Problemas com equilíbrio;

Visão embaçada.

Erupções Cutâneas

 

As células leucêmicas que se espalham para a pele podem levar ao aparecimento de pequenas manchas escuras e eruptivas. Esta coleção de células é chamada de um cloroma ou um sarcoma granulocítico, e é muito raro.

 

Os hematomas e sangramentos que caracterizam a doença também podem causar pequenos pontos chamados petéquias. Estes também podem parecer uma erupção cutânea.

 

Fadiga Extrema

 

Em casos raros, a leucemia leva a uma fraqueza e exaustão muito graves que podem resultar em fala arrastada, uma vez que, quando as células se acumulam no sangue, acabam fazendo com que o sangue fique mais espesso.

 

Ele pode ser tão espesso que a circulação diminui através de pequenos vasos no cérebro.

 

Sentir-se Mal em Geral

 

Uma criança pode não ser capaz de descrever seus sintomas detalhadamente, mas pode parecer que está geralmente doente.

 

Quando a causa da doença de uma criança não é clara, marque uma consulta com um médico, pois pode ser sinal de algo grave.

 

Os Primeiros Sinais de Leucemia em Crianças

 

Avaliar Sinais de Leucemia em Crianças o mais cedo possível, permite um diagnóstico e tratamento imediatos.

 

Os primeiros sintomas geralmente são difíceis de detectar, mas não devem ser negligenciados.

 

Eles também podem variar de criança para criança, pois nem todas apresentam os sinais listados acima.

 

Os primeiros sintomas também dependem de a criança ter leucemia aguda ou crônica, uma vez que a aguda geralmente aparece rapidamente e pode ser mais notada.

 

Em contrapartida, a crônica pode ser mais leves e se desenvolver gradualmente ao longo do tempo.

 

Se um dos pais ou cuidador notar algum dos sinais acima, é melhor levar a criança ao médico o mais rápido possível.

 

Um diagnóstico rápido pode garantir o tratamento certo rapidamente.

 

FONTE:

https://naturezadebemcomavida.com/

LEIA MAIS IMPRIMIR ou SALVAR COMPARTILHAR ou SALVAR SALVAR PDF